Low Poo: O que é? Como começar?

Resolvi, logo no comecinho desse ano, que cuidaria um pouco melhor dos meus cabelos. Acne e oleosidade eram problemas que me incomodavam muito e abalavam minha auto-estima, então minhas madeixas sempre foram deixadas de lado. Rabo de cavalo e coque fazem parte do meu dia a dia.

Uma das “novidades” nos cuidados capilares é a toda a coisa de low poo, no poo e co-wash. Novidade entre aspas mesmo, porque tudo isso já é super famosinho há um tempo, mas eu comecei a aprender sobre o assunto mês passado. Ainda estou implementando tudo na minha rotina diária, mas acho que é mega interessante de dividir aqui.

Primeiro: o que é low poo, no poo e co-wash?

Para começar, os nomes No Poo e Low Poo são nomes registrados da Deva Curl, marca pioneira em cuidados para cabelos crespos e cacheados. Uma das fundadoras da marca (Lorraine Massey) escreveu o livro Curly Girl, em que fala sobre a utilização de “pouco shampoo” (low poo) ou “nenhum shampoo” (no poo) na limpeza do cabelo, o que garantiria mais saúde e proteção natural aos fios. A partir daí, essas técnicas e expressões começaram a se popularizar.

De maneira resumida:

No Poo – não é utilizado shampoo para limpar o cabelo

Low Poo – só são utilizados shampoos liberados para limpar o cabelo

Co-Wash – a limpeza do cabelo é feita com condicionadores liberados

Por enquanto, só comecei a me aprofundar mesmo na questão do LOW POO. Então, só vou comentar sobre minha experiência com esse método.

A gente ama uma espuma

Desde criança, sempre amei ver aquele monte de espuma na minha cabeça. Aquilo fazia eu me sentir como se estivesse em um filme ou desenho. Até hoje, só consigo me sentir limpa depois de passar muita espuma pelo meu corpo. Já cheguei a passar shampoo no cabelo 4 vezes em um banho pra sentir que ele estava limpo de verdade.  Quando comecei a ler sobre low poo e no poo, vi que isso estava muito ligado às noções ocidentais de limpeza.

Toda essa espuma vem de agentes de limpeza do shampoo. Substâncias como os sulfatos retiram, junto com a espuma, a oleosidade natural do cabelo – que existe para sua proteção. Essas substâncias são extremamente comuns nos shampoos e causam muito ressecamento nos fios.

Brilho não natural

Às vezes, a gente mal termina de lavar o cabelo e já sente ele todo ressecado. Às vezes, o efeito é outro: saímos do banho e sentimos o cabelo imediatamente macio e brilhoso. Sabe aqueles produtos que “fazem milagre em 3 minutos”? O que eles fazem não é tratar o cabelo, mas apenas MAQUIAR os problemas existentes.

Os petrolatos, como a vaselina, o óleo mineral e a parafina líquida, têm exatamente essa ação. Eles agem superficialmente, dando brilho e um aspecto saudável aos fios, porém mascarando o ressecamento e a carência de nutrientes que os outros agentes químicos causam.

Essa película superficial também impede a absorção correta de vitaminas e nutrientes pelo cabelo. Ou seja, torna o tratamento capilar totalmente ineficaz.

Começando o Low Poo

Antes de jogar tudo que você tem fora e sair comprando um monte de produto caro, é legal parar pra ler o rótulo do que você já tem por aí. Primeiro, porque pode ser que você já tenha produtos que podem ser reaproveitados; segundo, porque é muito importante a gente acostumar a ler o rótulo de tudo que a gente consome. No final do post, vou deixar uma lista com todas as substâncias proibidas :)

Quando decidir começar na técnica, lave seu cabelo uma última vez com um shampoo COM SULFATOS MAS SEM PETROLATOS. A intenção é retirar todos os resíduos de petrolatos dos fios! Essa fase inicial é a mais chata. Seu cabelo vai se livrar da “maquiagem” dos petrolatos… então é comum ficar um aspecto ressecado e sem vida. É importante lembrar que isso faz parte da recuperação.

Rotina

O produto em si que você vai escolher e sua rotina dependem do seu tipo de cabelo e do resultado que você quer alcançar. Meu cabelo tem raiz oleosa e pontas muito ressecadas, e eu quero muito que ele cresça. Estou usando um shampoo e um condicionador de uso diário liberados para low poo da Salon Line. Acabo usando um dia sim e um dia não, pois também estou fazendo cronograma capilar (depois faço post sobre!).

A ordem segue normal: shampoo – máscara – condicionador – finalizador (leave-in) ou shampoo – condicionador – finalizador (leave-in).

Ocasionalmente, uso um shampoo com sulfato para fazer uma limpeza mais profunda. Quando, por exemplo, vou a uma festa e cai tinta, bebida, fumaça, glitter e etc no meu cabelo. Sinto que o importante é compreender como esses agentes químicos funcionam e ter alternativas pra excluí-los da minha rotina!

Abaixo, vou deixar disponível para visualização e download as listas de substâncias proibidas!

xoxo

Um comentário em “Low Poo: O que é? Como começar?

Os comentários estão encerrados.