Tratamento da pele – Cosméticos X Dermocosméticos

Cosméticos X Dermocosméticos

Cosméticos e dermocosméticos são a mesma coisa? Qual a diferença entre cosméticos e dermocosméticos?  Eu mesma fiz essas perguntas quando descobri que existiam essas duas categorias de produtos.

https://cheiadevicios.com/2018/08/03/tratamento-da-pele-cosmeticos-x-dermocosmeticos

Não é apenas uma diferença de nomenclatura; cosméticos e dermocosméticos atuam em diferentes camadas da pele e de maneiras muito distintas.  

O que são cosméticos? 

São produtos que agem na camada mais externa da pele. Podem limpar, hidratar, perfumar, tonificar, etc. Mas seus efeitos são todos superficiais. Os componentes dos cosméticos são incapazes de penetrar mais profundamente na pele e, por isso, não TRATAM condições dermatológicas. 

O que são dermocosméticos? 

Os dermocosméticos podem ser classificados entre os fármacos (basicamente, os remédios) e os cosméticos. Obrigatoriamente, os componentes dos dermocosméticos devem ter sua eficácia comprovada cientificamente. São formulados com princípios ativos farmacológicos que devem passar por testes clínicos de poder terapêutico e segurança. Seu uso deve ser sempre acompanhado de indicação e orientação médica especializada. 

Enquanto os cosméticos alteram a aparência da pele, os dermocosméticos alteram sua fisiologia. A ação dos cosméticos é, geralmente, imediata; a dos dermocosméticos é mais demorada e prolongada. Outra grande diferença: os dermocosméticos quase nunca levam corantes, fragrâncias e conservantes em sua formulação. Esses componentes são os maiores responsáveis por reações alérgicas. 

Tudo isso faz com que os dermocosméticos tenham um preço bem mais salgado que os cosméticos tradicionais.  

Grandes empresas como Bioderma, Skinceuticals, Avene, Roc e Vichy produzem dermocosméticos. Todas essas empresas fazem testes em animais. Algumas podem não conduzir testes aqui no Brasil, mas, por serem vendidas na China, testam seus produtos por lá.  

A única marca de dermocosméticos que eu conheço e que vende no Brasil é a ADCOS. Os preços da ADCOS são muito semelhantes ao dessas outras marcas que eu citei. 

Esses preços são, sim, altos. Ao meu ver, os dermocosméticos valem muito a pena se você tem problemas dermatológicos mais sérios. Acne severa, escaras, queimaduras, etc são situações graves e precisam de tratamento médico com compostos que, mesmo aplicados topicamente, conseguem agir nas camadas mais internas da pele. 

Hoje em dia, com meu grau de acne sendo muito moderado, não vejo necessidade de utilizar dermocosméticos. Por isso, não tenho testado nenhum desses produtos recentemente. Há muito tempo, usei o fluido secativo de acne da ADCOS (custa R$112) e sua ação era realmente muito boa. Se eu fosse bem ryca, com certeza usaria pra complementar meu tratamento. 

E, como sempre, faço questão de salientar: esses produtos todos podem ser vendidos sem necessidade de receita médica, mas é absurdamente importante que todo tratamento dermatológico seja conduzido e orientado por um profissional. 

Espero que esse post tenha sido capaz de esclarecer (pelo menos superficialmente) o que separa cosméticos e dermocosméticos. Ficou dúvida? Quer dica de fonte de estudo sobre o assunto? Pode deixar comentário, fazer pergunta no instagram – @thaischeiadevicios –, mandar sinal de fumaça, ou me achar por qualquer outra forma de comunicação. Tô aqui pra ajudar! 

xoxo  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s