Resenha: Linha Maria Natureza – Leite de Coco e Óleo de Monoi da Salon Line

Se você está procurando produtos para o cuidado diários dos cabelos com preço acessível e qualidade superior, confere a dica desse post!

Todos os produtos da Linha Maria Natureza prometem ser fabricados sem testes em animais e sem nenhum ingrediente de origem animal.

https://cheiadevicios.com/2019/02/05/resenha-linha-maria-natureza-leite-de-coco-e-oleo-de-monoi-da-salon-line/

A Salon Line criou, com a linha Maria Natureza, uma variedade bem interessante de produtos veganos. Segundo a marca, a linha busca ser o mais natural possível: é livre de sal, sulfato, parafina, parabenos, petrolato, silicone, óleo mineral e conservantes. É indicada pra todos os tipos de cabelos.

A Salon Line também afirma que os produtos Maria Natureza tem mais uma característica que os diferencia: “a Bio 360, alta tecnologia de proteção para os seus cabelos. Extraída da natureza, ela forma um escudo flexível nos fios que protege contra poluição, os raios ultravioleta e variação de temperatura, além de oferecer antixoxidantes que deixam o cabelo jovem e saudável.”

“Oi, gente! Eu sou a Maria, expert em cabelos e produtos naturais!

Ouvi muita gente falar que quer uma vida leve e saudável e, por esse motivo, criei a minha própria linha, Maria Natureza.

Maria Natureza foi desenvolvida a partir de fórmulas inspiradas nos gostos das mulheres que desejam uma hidratação forte, brilho gloss e nutrição extraordinária. A linha conta com a fusão da tecnologia e o benefício dos componentes naturais para revelar a real potência dos seus cabelos. Foi assim que nasceram as sub-linhas: Festival das Flores, Leite de Coco & Óleo de Monoi, Poder das Castanhas e Óleos Milenares, todas com a tecnologia 360° que protege os seus fios contra a poluição, raios ultravioleta e variações de temperatura. Além disso, todos os meus produtinhos são free from tudo,são produtos veganos e indicados para todos os tipos de cabelos. Então, aproveite! Vem ser natural da raiz às pontas, vem ser Maria Natureza!”

Entre os produtos da Maria Natureza, há quatro sublinhas: Leite de Coco e Óleo de Monoi; Poder das Castanhas; Festival das Flores; e Óleos Milenares. Eu já testei os shampoos, máscaras e condicionadores de todas elas.

Apesar de todos os produtos terem um cheirinho incrível, nenhum deles tinha dado certo no meu cabelo. Eu não sentia que o couro cabeludo ficava limpo, percebia os fios ressecados e não via diferença nenhuma ao usar as máscaras.

A última linha que eu testei foi a de Leite de Coco e Óleo de Monoi. Essa sim eu achei INCRÍVEL. O cabelo fica limpo, sem ressecar; os fios ficam hidratados, mas sem pesar. O cheiro é maravilhoso e o preço também é digno de nota.

Desde o primeiro uso, meu cabelo ficou macio, hidratado, fácil de desembaraçar e com frizz reduzido. Como ele promete uma “hidratação forte”, fiquei com medo que fosse pesar no cabelo, deixar oleoso. Mas ele ficou levíssimo, com um volume super bonito.

Os preços do shampoo, do condicionador e da máscara de Leite de Coco e Óleo de Monoi variam entre R$18-R$20. A Salon Line tem uma loja online própria, que vive com promoções, descontos e frete grátis pra todo o Brasil. Se você não está encontrando os produtos na sua região (ou está encontrando com um preço muito alto), vale a pena conferir o site!

Já tinha falado dessa linha um tempo atrás lá no meu instagram! Segue lá pra ver sempre as novidades! <3 @thaischeiadevicios

xoxo

COLETOR MENSTRUAL X CALCINHA ABSORVENTE – Qual o melhor?

Conheça as alternativas ao absorvente tradicional

Porque o período menstrual não precisa ser só desconforto!

https://cheiadevicios.com/2018/12/04/coletor-menstrual-x-calcinha-absorvente-qual-o-melhor

Quem me acompanha no Instagram (@thaischeiadevicios) pode já ter visto  meus vários postzinhos sobre minha experiência com a calcinha absorvente da Pantys e o coletor menstrual da Violeta Cup.

O COLETOR MENSTRUAL

Comprei meu copinho da Violeta Cup numa visita à Loretta Farma, na Liberdade (São Paulo). Paguei uns R$45 no kit com o coletor + caneca específica para higienização. A marca tem dois tipos diferentes: o tipo A (para mulheres com mais de 30 ou com filhos) e o tipo B (menos de 30 anos ou sem filhos). A maiorias dos copinhos são divididos assim, já que há uma mudança no colo uterino entre esses grupos de mulheres. Peguei o tipo B.

A CALCINHA ABSORVENTE

Aproveitei uma promoção de novembro e adquiri duas calcinhas absorventes da Pantys. Comprei as duas no tamanho GG; uma no modelo hot pant e uma modelo biquíni. As hot pants estão disponíveis do tamanho PP ao XXGG (o site tem um guia de tamanho) e são indicadas para fluxo intenso. O modelo biquíni funciona com o fluxo moderado e está à venda dos tamanhos PP ao GG. Ambas podem ser adquiridas nas cores preto, nude ou vermelho.

coletor menstrual calcinha absorvente
Modelo Hot Pant da Pantys – R$95

MINHA EXPERIÊNCIA

Começando pelo coletor menstrual: realmente, ele exige adaptação! Peguei várias dicas com amigas e seguidoras que já usam o copinho, pesquisei vários artigos na internet e, mesmo assim, cheguei no meu terceiro ciclo seguido sem saber colocar perfeitamente o coletor.

O Violeta Cup é feito de um silicone super macio, facílimo de limpar e lavar. Considero esses pontos muito positivos porque o que a gente quer no meio do caos da menstruação é praticidade e conforto MESMO. O tamanho também parece ter dado certo pra mim. Meu fluxo é intenso e eu sempre sinto muita cólica e mal estar. Não achei que o coletor melhorou ou piorou as cólicas, mas reparei que, no absorvente tradicional, a gente acha que tem muito mais sangue do que tem de verdade. Estando bem encaixado, por 90% do tempo você até esquece que ele tá por lá.

Mas aí que eu tenho dificuldade: no encaixe. Uma dica que melhorou muito minha experiência foi a de cortar a ponta da haste (ela serve pra você conseguir tirar o copinho sem grandes dramas). Minha mania de trocar o absorvente toda vez que vou ao banheiro me atrapalhou, pois nos primeiros dias eu tirava, limpava e recolocava o coletor. Nisso de tira e bota, a lubrificação natural vai indo embora.

Ainda não tive confiança de sair na rua só com ele; só tive um acidente de vazamento (e um de criar vácuo e dar trabalho na hora de tirar), mas morro de medo de precisar mudar a posição dele em algum banheiro do mundo.

Pretendo muito continuar tentando até me adaptar. Além de não produzir lixo, o material de silicone diminui o aparecimento de alergias. Sem contar que você não sente cheiro nenhum! Mas ó, o copinho exige muita paciência, calma e disposição para se tocar e conhecer seu próprio corpo.

Alterno o uso da calcinha absorvente com o coletor. Diferente do coletor, a calcinha me deu confiança desde o primeiro momento. Os dois modelos que eu comprei ficaram absurdamente confortáveis em mim e seguraram completamente meu fluxo (inclusive na desgraça do segundo dia).

Fiquei umas 10 horas seguidas com o modelo hot pant e não tive nenhum acidente. Não fica cheiro nenhum, não dá a impressão de vazamento, não fica sensação de umidade. Só depois de algumas horas, quando o tecido absorvente da calcinha começa a ficar cheio, que a gente começa a sentir umidade. Isso me deu um leve incômodo, mas já era algo esperado.

Um ponto negativo importante de ressaltar é que as pantys demoram MUITO pra secar. As primeiras vezes, lavei no banheiro (na mão) e coloquei pra secar ao natural, como indicado pela marca. Foi mais de um dia pra secar completamente. Isso complica muito se você pretende depender só das calcinhas. Você teria que ter uma coleção delas pra usar, lavar e trocar sem ficar na mão.

E as pantys não são baratas. O modelo hot pant custa R$95 e o modelo biquíni custa R$85. Confesso que, se eu tivesse dinheiro sobrando, eu comprava umas dez calcinhas pantyas e desistia do coletor.

A calcinha não exige encaixe e adaptação, mas o preço não ajuda a ter muitas, né. Por isso, prefiro continuar insistindo no copinho.

Quer saber mais? Ficou com dúvida? Me chama lá no Instagram que tem vários posts sobre esse tema!

xoxo

Resenha: Base Fenty Beauty (a base da Rihanna!)

Será que a base da Rihanna é tudo isso mesmo que eu esperava?

A ProFiltr tinha me chamado atenção pela variedade de tons e pela promessa de aspecto natural.

https://cheiadevicios.com/2018/11/06/resenha-base-fenty-beauty-a-base-da-rihanna

Os produtos da Fenty Beauty – a marca da deusa Rihanna – eram uns dos meus maiores desejos de consumo. A proposta da base com um zilhão de tons, cobertura construível e acabamento soft matte (entre seca e hidratante) me atraiu desde o primeiro momento. Aproveitei a viagem de um amigo pra Europa e fiz minha encomendinha.

O que eu comprei?

  • Base (Pro Filt’r Soft Matte Longwear Foundation) na cor 100
  • Kit Bomb Baby (mini lip gloss + mini Killawatt Highlighter cor “Hu$tla Baby“)

E como foi minha experiência com essa base famosa?

Minhas primeiras impressões:

  • Amei a embalagem. Resistente, com vidro que mostra a cor da base e um pump que funciona sem dor de cabeça.
  • Ela tem uma textura bem fluida, daquelas que escorrem quando a gente coloca na mão. Isso foi indiferente pra mim.
  • A cor 100 foi a certinha pra mim! Mas queria ter tido oportunidade de testar outras cores, só pra ter uma noção mesmo.
  • Ela seca muuuuito rápido. Não é uma base que você possa colocar no rosto, enrolar e só depois espalhar.

A primeira vez que usei, minha pele estava mega hidratada e eu estava usando o primer Lágrimas de Unicórnio da Cat Make (tem sido meu preferido da vida, ainda vai sair post aqui… mas já tem resenha lá no insta!). Fiquei absurdamente impressionada com o resultado: a cobertura era média, mas o aspecto na pele era lindo e natural. Mas desde a primeira aplicação, achei ela super matte! Mesmo com minha pele oleosa, não precisei selar com pó.

Uns dias depois, fui testar de novo e não tive a mesma experiência. :( Minha pele estava com umas áreas irritadas e ressecadas… então o acabamento foi um desastre. Onde a pele está ressecada, ela não “gruda” de jeito nenhum! Mesmo que eu tentasse criar camadas, aplicar com o dedo, com a esponjinha molhada… nada pegava. Se a região abaixo dos olhos também não está bem preparada ou hidratada, pode ser que essa base realce linhas de expressão e dê uma envelhecida.

No geral, quando minha pele tá oleosa ou hidratada e com sebo natural, a base é incrível. Ela aguenta várias horas se mantendo bonita e fica muito leve na pele (você até esquece que tá usando alguma maquiagem). Vi muuuita gente reclamando sobre oxidação: várias resenhas falam sobre ela escurecer depois de seca. Não sei se é porque a minha é a mais clara, mas ela não oxida quase nada. Não acho que essa base dá pra você comprar sem testar a cor primeiro.

Infelizmente, ela não vende no Brasil. E não é nem um pouco acessível. A minha custou 34 euros! Não me arrependo da compra porque era muito desejo de consumo, mas não compraria de novo (a não ser que eu ficasse muito rica, ganhasse na loteria ou situação semelhante hahahah).

Se você tem a pele mais pro lado seco da força, não indico! Vou colocar aqui umas imagens de como ela ficou nos meus dias de pele seca (prints dos meus stories no instagram).

Ah! E pra não esquecer!

  • A Fenty Beauty é uma marca cruelty-free (sem testes em animais).
  • A Base Pro Filt’r Soft Matte Longwear Foundation é liberada pra veganos! (não tem nenhum ingrediente de origem animal.)

Me sigam lá no insta (@thaischeiadevicios) pra ver resenhas e novidades sempre!

 

xoxo

 

Resenha: Pó Amarelinho Marina Smith

Pó compacto e fininho para assentar o corretivo

Só quem é do time “dá pra fritar um ovo na minha cara de tanta oleosidade” entende como um pó ajuda a fazer uns milagres

https://cheiadevicios.com/2018/10/16/resenha-po-amarelinho-marina-smith

Por isso, sempre que posso estou aqui falando dos pós (compactos ou soltos) que eu uso no dia a dia. Já comentei sobre o pó solto da Luisance e agora trago pra vocês o Amarelinho, da linha da Marina Smith.

Sobre a marca:

“Marina Smith é dona do 2Beauty, um dos primeiros grandes blogs de maquiagem do Brasil. A paixão por cosméticos é tanta que ela juntou forças com uma pessoa mais que especial: sua mãe, que é farmacêutica, transforma em realidade os desejos de beleza da Marina. Juntas elas criaram uma diversa linha de cosméticos e maquiagem de alta qualidade, que começou de forma artesanal e customizada e hoje é usada por milhares de fãs de beleza pelo país inteiro.”

Sobre o produto:

“Inspirado no best seller “Amarelão”, o Amarelinho é ideal para peles claras a médias. O pó serve para potencializar a fixação do corretivo, dando um ar levemente mais iluminado à área dos olhos, e conservar o corretivo por mais tempo prolongando seu efeito. Com acabamento matte e cobertura leve, ele também pode ser usado para fazer o efeito de luz dos contornos do rosto (caso o tom do Amarelinho seja mais claro do que a cor natural da sua pele).

A aplicação pode ser feita com esponja, com pincel de sombra e até com pincel de blush (se ele não for muito grande). Você passa o corretivo, aplica uma camada do Amarelinho sobre ele, esfuma e pronto! 

Se quiser saber mais…

– O Amarelinho fica mais natural em meninas com pele de cor clara à média.

Nas peles morenas e negras, o produto pode dar um ar acinzentado ao corretivo e é por isso que o Amarelão já foi lançado – ele é o Amarelinho mais escuro

O Amarelinho é um pó claro com fundo amarelado, cor ideal para as olheiras mais arroxeadas”

Como a descrição do site da Sephora diz, esse pó foi pensado exatamente pra selar o corretivo: evita acúmulo de produto e transferência, ajuda a iluminar a região e faz o corretivo ficar mais tempo no lugar.  Amarelinho é indicado pra peles claras e o Amarelão pra peles morenas/negras (os dois têm a mesma proposta).

O que eu achei?

Quis testar esse pó porque ele é dupe de um pó especial para corretivo da Bobbi Brown. É um produto mega famosinho e que está no mercado há bastante tempo. Como nunca testei o primo mais rico, não posso comparar né (kkkkk).

O Amarelinho é realmente bem fino, leve, de textura macia e sem grandes dificuldades para espalhar. Ele sela muito bem corretivos mais líquidos e cremosos: ideal pro corretivo não sair do lugar, não derreter e nem acumular nas linhas finas. Mas como todo produto seco/em pó, pode deixar mais visíveis as linhas finas em quem tem muitas.

Como tenho vários pós soltos, translúcidos, com cor e etc, esse pó se destaca pra mim por ser bem compacto e com embalagem resistente. Isso o torna um pó útil para se ter na necessaire: não tem perigo de esparramar e é facílimo de retocar.

Além de usar ele pra selar corretivo, também utilizo ele pelo rosto todo quando estou sem muito saco pra aplicar muitos produtos.

  • Não oxida
  • Não altera a textura da base ou corretivo por debaixo
  • Estoura um pouco no flash
  • Funciona com todos os tipos de pele

Nas fotos abaixo, usei o pó para selar a pele toda.

O que eu considero O ponto negativo dele é o preço: R$63. Os produtos da linha da Marina Smith são vendidos com exclusividade na Sephora (e-commerce e lojas físicas).

Por causa do valor, não o considero um produto indispensável… O que não falta é pó mais baratinho com a mesma função!

Para acompanhar as novidades de todo dia, me segue lá no insta! @thaischeiadevicios

 

xoxo