Base na cor errada? Tem como consertar! 

Assumo que nunca aprendi a comprar a cor certa de base ou corretivo. Minha mãe constantemente me pede dicas de como acertar o tom, mas mesmo já tendo lido várias vezes sobre, não sei responder bem. A dica de comprar uma base no tom do pescoço não dá certo pra mim. Meu pescoço deve ser um tom acima de “transparente”, por isso acabo sempre pegando a cor mais clara de toda base ou corretivo.

Às vezes, mesmo essa cor mais clara fica escura pra mim. Antes, eu só sentava e chorava (brincadeira, claro) e usava o produto de qualquer jeito. Aí eu descobri que existem produtos pra adaptar o tom da base. Lá na gringa, a The Body Shop tem as Shade Adjusting Drops; por aqui, começaram a aparecer produtos semelhantes há pouco tempo.

A Dalla Makeup, por exemplo, lançou um duo de produtos assim. Além da treta de se recusar a dar informações aos consumidores (você pode ler meu texto aqui), também teve muita reclamação pelo fato de o fluido pra escurecer a base ser claro demais. Quer dizer, consumidores negros já têm uma dificuldade enorme de achar bases e corretivos com tons e subtons úteis; aí ainda vai a marca e lança um produto que praticamente não ajuda em nada. Mas, enfim. Esse post não é sobre isso. Esse post é sobre como não desperdiçar aquela maquiagem que você já comprou.

Como eu faço? Eu misturo. Eu misturo base com base, base com corretivo, corretivo com corretivo. Muda a textura da base? Sim. Muda o acabamento da base? Também. Mas pelo menos me permite utilizar uma gama muito maior de produtos. Os corretivos brancos são os que eu mais uso. Tem gente que usa pra iluminar ou disfarçar (como é feito com os corretivos coloridos), mas eu uso misturando no produto que eu quero mudar a cor.

O primeiro que eu testei foi o Corretivo Branco Bruna Tavares. Ele é um corretivo mate, de secagem rápida e textura bem seca. Uso ele com bases de alta cobertura e efeito também mate. Caso eu queira clarear uma base mais fluida, incluo na mistura um hidratante (pra ajudar a diluir o corretivo). Ele custa entre R$30 e R$40 nas lojas online de maquiagem. Comigo, ele não rendeu muito. Também a embalagem não é das mais práticas se você quer usar o produto em misturinhas.

Recentemente, conheci o Corretivo Branco da marca Jasmyne. O preço é bem mais amigável (você encontra por R$10-15) e, por vir em uma embalagem em bisnaga, achei que o rendimento dele foi superior. Ele é tão denso quanto o corretivo da BT, também tem secagem rápida e acabamento matte.

Como nunca usei esses produtos isoladamente, sem misturar com alguma outra base ou corretivo, não sei muito da durabilidade deles em si. A base que mais uso misturando com o corretivo branco é a base mate HD da Vult. A duração dessa base na minha pele é absurda (testei sem clarear, só pra ficar em casa) e senti que os corretivos potencializaram isso.

Além dos produtos da Bruna Tavares e da Jasmyne, vi que também existe um corretivo branco da Ruby Rose. Só que ele vem numa daquelas paletas de corretivos cremosos. Já testei e resenhei uma dessas paletas (basta clicar aqui pra ler) e não achei que deu muito certo na minha pele. Não vejo muita vantagem também porque só um dos quadradinhos da paleta seria útil pra mim. Pra quem for fazer uso dela profissionalmente talvez seja muito mais interessante.

E, por hoje, é só!

Dúvidas, reclamações ou sugestões? Deixa nos comentários ou fala comigo lá no instagram (@thaischeiadevicios)! Vou ficar muito feliz em responder! <3

xoxo

Resenha: Corretivo Concealer Contour Ruby Rose

(Corretivo Concealer Contour 6 Cores Profissional  – HB-8089)

O Corretivo Concealer Contour é uma paleta de corretivos da Ruby Rose com tons que servem pra contornar, corrigir e camuflar a pele. A diferença dessa paleta pra outras da marca é exatamente a presença dos tons utilizados para neutralizar áreas “problemáticas” do rosto.

São seis cores; infelizmente, nenhuma das 6 cores dá muito certo no meu tom de pele. Ok que nenhum dos corretivos da paleta é pra servir como um corretivo tradicional, mas esperava que eles ornassem um pouco melhor.

A cor mais escura é a que deve ser utilizada para contornar o rosto. É um marrom bem suave, então só serve como contorno mesmo pra quem tem a pele clara. Acho que se ele fosse um pouco mais frio, eu teria gostado bastante.

O corretivo verde serve pra camuflar pontos avermelhados na pele, sejam eles espinhas, cicatrizes ou vasinhos.

O tom roxo neutraliza manchas da pele que são amarronzadas, amareladas ou alaranjadas. Também é usado pra camuflar pontos de inflamados.

Além desses, temos mais três corretivos coloridos: o amarelo, o laranja e o salmão. Os três são utilizados para a correção de olheiras. O amarelo funciona em olheiras arroxeadas (e hematomas); o laranja cobre olheiras mais profundas, mais puxadas pra cor marrom; o salmão funciona de forma semelhante ao laranja, porém em olheiras azuladas.

 

Nessa maquiagem, usei o corretivo amarelo pra iluminar, o mais escuro pra sombrear (contorno), o rosado (salmão) usei como blush e o mais claro usei no resto do rosto.

Todos são bem cremosos/oleosos e não secam completamente. Sem selar com pó, não duram dois segundos na minha pele mega oleosa. E mesmo selando, senti que ainda transfere um pouco.

Não achei fácil de espalhar pra criar um efeito legal, mas com paciência se resolve. Selei com o pó 01 da Dalla Makeup e gostei muito do resultado. Segurou minha oleosidade por umas cinco horas (mas vale ressaltar que o clima aqui tá friozinho e eu só trabalhei sentada no dia).

Apesar de custar menos de vinte reais (o preço no site da RR é R$18,97), achei trabalhoso de usar, então não compraria novamente. Acredito que os corretivos coloridos da Ruby Rose em bisnaga funcionam melhor. E aí, você compra na cor que você costuma usar (eu, por exemplo, uso mais corretivos verdes, pra anular a vermelhidão das minhas espinhas), sem precisar comprar uma paleta inteira.

Os corretivos em bisnaga da RR também criam uma cobertura mais alta e mais duradoura (tenho um bem escuro que uso como contorno. Já tem resenha aqui.)

Vocês já conheciam esse produto? O que acharam?

Se você quiser uma resenha de um produto específico – da Ruby Rose ou de qualquer outra marca – me avisa no Instagram e eu vou atrás de testar! <3 Segue lá: @blogcheiadevicios!

xoxo

Resenha: Corretivos Ruby Rose

Com todo o hype em volta dos produtos da Ruby Rose, senti que eu precisava testar e conhecer os mais famosinhos. Já tinha procurado em lojinhas na 25 de março, mas nunca achava as bases e corretivos pro meu tom de pele. Aí descobri que a Ruby Rose tem um e-commerce próprio! O site é bem digno, os preços são melhores que em algumas outras lojas e, milagrosamente, encontrei a base na minha cor. A entrega também foi MUITO rápida, até me assustei.

Comecei testando a base e dois corretivos. Hoje, vou falar só dos corretivos, pois acho que ainda preciso usar mais um pouco a base pra formar uma opinião. Os dois corretivos que eu comprei foram o Corretivo Flawless Skin Collection e o Corretivo de Alta Cobertura. A primeira coisa a ser falada é que os dois produtos são bem secos – o que deu muito certo na minha pele oleosa – e assentam rápido, então não dá pra colocar, curtir a vida e depois voltar pra espalhar ou esfumar. Ambos tem um cheirinho de talco ou algum produto pra bebê que eu não consegui identificar direito. Gosto muito de maquiagens com perfuminho assim, sem cheiro de coisa química. O aroma é bem leve, mas quem for mega sensível a cheiros pode estranhar.

O corretivo de alta cobertura não estava disponível na minha cor, que acredito que seja a L1. Comprei a L15, que é muitos e muitos tons acima do meu. A ideia era usar como contorno, pois achei o subtom desse corretivo mais quente… e tudo que eu tenho de contorno até agora é mais puxado pro frio. A embalagem é uma bisnaga de 13ml, com um aplicador na ponta que já é um pincelzinho.

Amei o subtom dele. É realmente mais puxado pro quente, e é ótimo pra fazer makes com vermelho, laranja ou marrons também quentes. De cara, percebi que a pigmentação era bem alta. Na primeira vez, usei mais produto e não deu nada certo. Na segunda, usei umas duas gotinhas, apliquei com o próprio pincel da embalagem e gostei muito. Claro, precisa depois vir com um pincel mais fofo pra esfumar. Como testei a noite e minha iluminação aqui é podre, acabei ficando sem uma foto decente do resultado. Tenho fé que depois consigo fazer uma foto legal, já que pretendo usar muito esse produto nas minhas maquiagens.

O outro corretivo, o Flawless Skin, consegui comprar na cor L1. Eu sou muito pálida e é quase impossível achar um corretivo que fique mais claro que minha pele. Então, infelizmente, o L1 fica levemente escuro pra mim. O tubo vem com 4ml de produto e o aplicador é do estilo tradicional, semelhante aos aplicadores dos corretivos da Zanphy e da Bruna Tavares.

A cobertura dele é INCRÍVEL e muito macia. Não vou conseguir usar o L1 como iluminação, principalmente com a base da Ruby Rose que é *spoiler* mega clara (clara comparada a maioria das bases; pro meu rosto, deu perfeitamente). As bases que eu uso durante o dia tem um subtom mais rosado e são levemente mais “queimadinhas”. Com essas bases, o corretivo L1 da RR fica muito bom. A pele fica tão lisinha que fiquei com vontade de tacar o corretivo na cara toda, hahahahaha.

Vamos aos preços: o Corretivo Líquido Flawless Skin custou R$10,00 e o Corretivo de Alta cobertura foi R$11,99. O site da Ruby Rose oferece 10% de desconto na primeira compra e permite parcelar, sem juros, no cartão de crédito.

Olha, eu achava que rolava aquela propaganda enganosa por parte das blogayras que usam e falam da Ruby Rose, mas o babado é REAL. Obviamente, já tinha lido e visto muitos elogios a essa nova leva de produtos da marca, e mesmo assim fui muito surpreendida positivamente.

Preço bom, qualidade incrível, durabilidade excelente e NÃO SÃO TESTADOS EM ANIMAIS. Ruby Rose, miga, tô te amando.

 

xoxo