Violeta Genciana para matizar o cabelo: dá certo?

A violeta genciana ajuda a tirar o amarelo do cabelo? Matizar os fios com violeta genciana resseca o cabelo? São perguntas frequentes de quem sabe que cabelos loiros e descoloridos dão um trabalhão.

O mercado tem uma infinidade de produtos desenvolvidos especialmente pra matizar e desamarelar os fios, mas tem gente que indica o uso da violeta genciana. Resolvi testar e contar aqui pra vocês o que rolou!

https://cheiadevicios.com/2019/09/03/violeta-genciana-para-matizar-o-cabelo-da-certo/

Descolori meu cabelo em março do ano passado; pintei de rosa, lilás, azul, cinza… deixei um tempo loiro mesmo e por fim passei um azul que deixou ele meio esverdeado. E olha, pra tirar esse verde tem sido uma luta!

Já usei vários shampoos, cremes e condicionadores com função de desamarelar/matizar o cabelo. Nenhum desses deu certo pra criar o efeito exato que eu queria. Além disso, os preços não costumam ser dos mais amigáveis.

Saí procurando nos blogs e etc e encontrei a violeta genciana. Primeira coisa a se falar é que esse produto NÃO FOI DESENVOLVIDO PARA SER USADO NOS CABELOS. É uma solução com propriedades antifúngicas e antissépticas que, por acaso, é lilás e tem um alto poder “tonalizante”. Ela mancha pele, roupas, móveis, paredes, TUDO.

Só isso aí já assusta, né? Aí soma que a solução da violeta genciana tem bastante álcool na composição, o que RESSECA horrores o cabelo.

Bom, mas vamos a minha experiência.

Li que algumas pessoas misturam no shampoo, no creme, etc. Isso pode dar errado porque a violeta genciana age muito rápido, então pra manchar é dois segundos. Também é arriscado porque se você usar um pouquinho a mais, em vez de matizar, o produto vai tingir seu cabelo de lilás.

Como muito doida que eu sou, resolvi passar a violeta genciana direto no cabelo. Abri o frasco, coloquei na mão e saí espalhando. Minha mão ficou uns dois dias roxa, HAHAHAH! Deixei menos de cinco minutos e lavei com shampoo, mas já tinha pegado totalmente a cor. Obviamente que tingiu de forma totalmente aleatória: fiquei com umas mechas mais escuras, outras mais pro cinza… E os fios ficaram MUITO ressacados. Ressecou mais meu cabelo do que o processo de descolorir em si.

Depois de já ter feito esse desastre, eu vi que uma galera deixa o vidrinho da violeta genciana aberto por uns dias pra evaporar o álcool. Mas NÃO SEI se funciona.

Outra dica que eu recebi e que parece fazer muito sentido é de dissolver a violeta genciana em água. Você coloca assim 1L (em média) de água em uma bacia, adiciona umas poucas gotinhas da VGC e mergulha os cabelos dentro. Assim, o pigmento se espalha mais uniformemente e é mais fácil chegar no efeito acinzentado.

Pessoalmente, não indico. O estrago no meu cabelo foi bem grande e, o principal, NÃO É UM PRODUTO DESENVOLVIDO PRA ESSE USO! Ou seja, não tem pesquisa, não tem estudo, não tem embasamento científico nenhum que esse seja um método seguro. Não vou nem colocar o nome/marca da violeta genciana que eu usei porque, sinceramente, não fico confortável com isso!

Agora, vou apostar no cronograma capilar pra ver se recupera minhas madeixas.

Lá no Instagram tem novidade quase todo dia! Segue @thaischeiadevicios pra não perder nada. <3

xoxo

Testei nos meus cabelos oleosos: Eudora Siàge Shampoo e Condicionador Controla a Oleosidade

Se você tem cabelos oleosos ou mistos, deve conhecer a dificuldade de balancear hidratação e limpeza do couro cabeludo na hora de cuidar dos fios. Então, se liga na dica!

Uma das linhas que tenho usado muito pra contornar o problema da raiz oleosa é a Siàge Controla a Oleosidade.

https://cheiadevicios.com/2019/03/19/testei-nos-meus-cabelos-oleosos-eudora-siage-shampoo-e-condicionador-controla-a-oleosidade/

A Eudora Siàge tem diferentes linhas de cuidados capilares com fórmulas específicas pra cada tipo de cabelo. Já testei várias delas mas, no momento, a que tenho mais usado é a especial para cabelos oleosos.

“O Shampoo Siàge Controla a Oleosidade controla a oleosidade de seus cabelos por até 8 horas! Enriquecido com Vitamina E – conhecida pelo seu alto poder antioxidante – este shampoo limpa sem ressecar, deixando seus cabelos leves e soltos ao longo do dia. O melhor tratamento para seus cabelos, sem precisar ir ao salão! “

Meu cabelo é, na verdade, misto. A raiz fica super oleosa – principalmente nessa época de calor – e no comprimento, ele precisa de uma hidratação mais potente. Como o clima andava mais quente e úmido, acabei sentindo necessidade de lavar o cabelo praticamente todo dia e, mesmo assim, não sentia que ficava 100% limpo.

Comecei a testar o shampoo e condicionador de Controle da Oleosidade da Eudora e me apaixonei demais. São produtos sem sal e que não interferem em qualquer processo químico que você possa ter no cabelo. Mesmo fazendo uso diário, não senti que ressecou em nada a parte descolorida dos meus fios.

Já estou no meu terceiro vidrinho! Esse shampoo deixa a raiz capilar super limpa e cheirosa e, junto com o condicionador, mantém a maciez dos cabelos. Várias vezes, esqueço de finalizar com algum creme pra pentear ou óleo reparador e o cabelo ainda se mantém muito do bonito.

O preço não é dos mais acessíveis, se comparado a Salon Line ou Skala, mas considero justo pelo rendimento e pela qualidade. O kit shampoo (250ml) + condicionador (200ml) custa em torno de R$50.

A Linha Controla a Oleosidade também tem uma máscara nutritiva, mas essa ainda não tive oportunidade de testar.

Já me segue no instagram? Lá eu falo sempre de novidades sobre skincare, cuidados com os cabelos, maquiagens, séries e muitas coisas mais! Confere: @thaischeiadevicios

xoxo

Resenha: Linha Maria Natureza – Leite de Coco e Óleo de Monoi da Salon Line

Se você está procurando produtos para o cuidado diários dos cabelos com preço acessível e qualidade superior, confere a dica desse post!

Todos os produtos da Linha Maria Natureza prometem ser fabricados sem testes em animais e sem nenhum ingrediente de origem animal.

https://cheiadevicios.com/2019/02/05/resenha-linha-maria-natureza-leite-de-coco-e-oleo-de-monoi-da-salon-line/

A Salon Line criou, com a linha Maria Natureza, uma variedade bem interessante de produtos veganos. Segundo a marca, a linha busca ser o mais natural possível: é livre de sal, sulfato, parafina, parabenos, petrolato, silicone, óleo mineral e conservantes. É indicada pra todos os tipos de cabelos.

A Salon Line também afirma que os produtos Maria Natureza tem mais uma característica que os diferencia: “a Bio 360, alta tecnologia de proteção para os seus cabelos. Extraída da natureza, ela forma um escudo flexível nos fios que protege contra poluição, os raios ultravioleta e variação de temperatura, além de oferecer antixoxidantes que deixam o cabelo jovem e saudável.”

“Oi, gente! Eu sou a Maria, expert em cabelos e produtos naturais!

Ouvi muita gente falar que quer uma vida leve e saudável e, por esse motivo, criei a minha própria linha, Maria Natureza.

Maria Natureza foi desenvolvida a partir de fórmulas inspiradas nos gostos das mulheres que desejam uma hidratação forte, brilho gloss e nutrição extraordinária. A linha conta com a fusão da tecnologia e o benefício dos componentes naturais para revelar a real potência dos seus cabelos. Foi assim que nasceram as sub-linhas: Festival das Flores, Leite de Coco & Óleo de Monoi, Poder das Castanhas e Óleos Milenares, todas com a tecnologia 360° que protege os seus fios contra a poluição, raios ultravioleta e variações de temperatura. Além disso, todos os meus produtinhos são free from tudo,são produtos veganos e indicados para todos os tipos de cabelos. Então, aproveite! Vem ser natural da raiz às pontas, vem ser Maria Natureza!”

Entre os produtos da Maria Natureza, há quatro sublinhas: Leite de Coco e Óleo de Monoi; Poder das Castanhas; Festival das Flores; e Óleos Milenares. Eu já testei os shampoos, máscaras e condicionadores de todas elas.

Apesar de todos os produtos terem um cheirinho incrível, nenhum deles tinha dado certo no meu cabelo. Eu não sentia que o couro cabeludo ficava limpo, percebia os fios ressecados e não via diferença nenhuma ao usar as máscaras.

A última linha que eu testei foi a de Leite de Coco e Óleo de Monoi. Essa sim eu achei INCRÍVEL. O cabelo fica limpo, sem ressecar; os fios ficam hidratados, mas sem pesar. O cheiro é maravilhoso e o preço também é digno de nota.

Desde o primeiro uso, meu cabelo ficou macio, hidratado, fácil de desembaraçar e com frizz reduzido. Como ele promete uma “hidratação forte”, fiquei com medo que fosse pesar no cabelo, deixar oleoso. Mas ele ficou levíssimo, com um volume super bonito.

Os preços do shampoo, do condicionador e da máscara de Leite de Coco e Óleo de Monoi variam entre R$18-R$20. A Salon Line tem uma loja online própria, que vive com promoções, descontos e frete grátis pra todo o Brasil. Se você não está encontrando os produtos na sua região (ou está encontrando com um preço muito alto), vale a pena conferir o site!

Já tinha falado dessa linha um tempo atrás lá no meu instagram! Segue lá pra ver sempre as novidades! <3 @thaischeiadevicios

xoxo

A restrição do low poo e no poo (Ou porque eu deixei de seguir essa onda)

Como tudo que eu posto aqui, esse texto reflete apenas MINHA OPINIÃO. Ninguém está sempre 100% certo ou errado; o legal do livre arbítrio é que cada um faz o que acha melhor.

Mas, vamos lá. Ano passado, eu fiz um post bem iniciante sobre o que é low poo e no poo. Não vou explicar com muito detalhes hoje, mas tá aqui o link do outro post pra quem quiser ler. Segui as listinhas de produtos liberados/proibidos por vários meses, até que desisti.

Por que?

Bom, em primeiro lugar, por preguiça. Às vezes, meu shampoo acabava e eu precisava comprar algum outro aqui por perto de casa; nem sempre eu encontrava um produto bom, liberado, que se desse com meu cabelo, cruelty-free e BARATO. Acabou que fui comprando um e outro shampoo não liberado e depois de um tempo, abandonei o low poo de vez.

Segundo: eu precisei adaptar totalmente meus cuidados capilares depois que descolori o cabelo. Descolorir destrói o fio pra caramba e, mesmo tendo feito meses de cronograma capilar em preparação, meu cabelo desenvolveu novas necessidades. A última vez que eu tinha descolorido o cabelo foi há uns oito anos, então eu nem lembrava de como ele ficava. Precisei mudar o shampoo, o condicionador, as máscaras de tratamento e o que eu usava pra finalizar. Nesse período, priorizei totalmente produtos que deixavam meu cabelo mais bonito (independente de ser ótimo pra tratar ou não). Junto com a preguiça, foi o que me impulsionou mais ainda pro desapego.

Por último, desde que comecei o low poo, eu refletia sobre toda a característica restritiva do negócio. Eu não lido bem com restrições (a única que eu sigo 100% na vida é a de não usar produtos de beleza que testam em animais). Quando pesquisava, ficava assustada com o tanto de coisas que as minas do low e no poo colocavam como proibidas. Falava-se muito sobre produtos que causavam câncer, que interferiam no sistema reprodutor, que eram praticamente venenos… e eu sentia um sensacionalismo nisso.

Veja, EU SENTIA. As crenças são coisas muito pessoais de cada um.

Parabenos e sulfatos, por exemplo. Já vi posts de blog associando a presença desses componentes com disrupções hormonais e câncer. Bom, por mais que nosso sistema capitalista faça com que geral priorize dinheiro, eu ainda tenho crença nas pessoas e instituições. Acredito em pesquisas científicas, principalmente quando há inúmeras delas apontando para resultados semelhantes. Li vários artigos que explicavam que a absorção de componentes em produtos cosméticos pelo corpo era bem pequena. Por isso, se temos um caso mais grave (como a acne severa que eu tive), é necessário utilizar tratamento via oral.

Óbvio que uma alimentação natural, priorização de produtos naturais, etc são incrivelmente vantajosos. Afinal, é o natural. O que me incomoda é o extremismo e o sensacionalismo. É algo que não funciona pra mim.

Há pessoas que estudam anos, dedicam toda sua vida a pesquisas e trabalhos científicos e, ainda assim, o público geral dá prioridade a opinião de uma blogueira ou personalidade do instagram. Eu vejo a ironia de estar falando isso e estar dando aqui minha opinião. Mas eu estou longe de ser a dona da verdade. Não acho que faz sentido confiar cegamente no que a gente vê pela internet! Quem escreve os posts pode errar, né? Eu, inclusive, já errei.

Vamos aproveitar a internet e PESQUISAR. O Google Acadêmico tá aí, cheio de artigos científicos de livre acesso.

Ler os rótulos, saber o que está presente nos produtos que utilizamos diariamente e tentar entender como eles podem afetar a gente é uma iniciativa mega hiper ultra válida. Vamos fazer isso com calma e sabedoria, evitando nos privar de coisas que fulana ou cicrana dizem ser proibidas mas que dão super certo pra gente.

Ou não! O negócio é saber o que mais se alinha com você.

Ah, e me segue lá no instagram (Mudei o nome na @ do instagram, agora é @thaischeiadevicios)! Todo dia tô postando dicas e informações legais.

xoxo