Protetor Solar para Pele Oleosa: QUATRO opções para quem tem ACNE

Vamo deixar de medo de piorar a acne e a oleosidade pelo uso do protetor solar?

Além de ter alto fator de proteção, os produtos citados na lista a seguir contribuem para uma pele matificada e saudável.

https://cheiadevicios.com/2019/05/15/protetor-solar-para-pele-oleosa:-quatro-opcoes-para-quem-tem-acne/

O uso do filtro solar é o passo mais constante na minha rotina de skincare. Mudo a ordem e troco alguns produtos, mas o protetor solar é SEMPRE aplicado por aqui. Como as alternativas no mercado são vastas, criei essa lista com quatro opções de filtro solar pra quem sofre com pele oleosa e/ou acneica.

Protetor Solar SHIELD PROTECTION FLUID da ADCOS

O Fluid Shield Protect é um protetor solar com Vitamina C estabilizada, Vitamina E e Alistin®. Juntos, esses ativos atuam na síntese de colágeno, reduz rugas, linhas de expressão e protegem o DNA, prevenindo e reparando o processo de glicação, resultando numa pele mais luminosa, com aparência jovem, radiante e saudável. Também possui Melanin® que, aliado aos filtros UVA e UVB e o Symurban®, confere poderoso poder antipoluição, deixando a pele protegida dos agressores externos, evitando processos inflamatórios e atuando contra os efeitos degenerativos da radiação solar e poluição.

Apesar do precinho não tão em conta, os produtos da Adcos têm um excelente custo benefício. Esse protetor solar – por ser fluido – espalha bem na pele, é de fácil absorção e não cria um efeito pesado no rosto. Enriquecido com diversos ativos, ele pode ser encontrado em diferentes versões: com FPS 70, incolor, tonalizante… Eu usava o tradicional (sem cor) de FPS 70. Valor: R$119 (50ml)

Protetor Solar NEO DERMO ETAGE DEFENSE FPS 50 da EUDORA

O Protetor Solar Neo Dermo Etage Defense protege dos efeitos nocivos dos raios UVA/UVB e miniminiza os danos causados pelos raios infravermelhos na pele enquanto controla a oleosidade por até 8 horas, mantendo um efeito mate e toque seco. Com fórmula livre de óleo e com FPS 50, o protetor solar é enriquecido com Vitamina E, contendo ação antioxidante que auxilia no combate ao envelhecimento precoce, Carnosina, que inibe a degradação do colágeno, perda de firmeza e elasticidade da pele, Vitamina B3, um reenergizante celular que maximiza o funcionamento das células, estimulando a produção de colágeno, e Ômega 3 e 6, que ajuda a restaurar a barreira natural da pele, protegendo das agressões externas e estimulando a produção natural de ácido hialurônico.

Esse é o protetor que estou usando no momento. Sua fórmula é mais densa e pesada, mas ao ser espalhado no rosto, desaparece completamente. Mesmo não sentindo que ele tem 100% toque seco, gosto do efeito dele de pele saudável. Funciona muitíssimo bem antes da maquiagem! Uma desvantagem é o aroma; como quase todos os produtos de pele da Eudora, esse filtro solar tem um perfume bem característico que pode irritar quem não se dá bem com cheiros mais fortes. Valor: R$65 (50g)

Fotoprotetor ISDIN FUSION WATER OC FPS 50+

Devido a sua textura fluída, o Protetor Solar Isdin Fusion Water Oil Control permite uma alta e rápida absorção, além de controlar e reduzir a oleosidade da pele. Além disso, possui alta concentração de água na formulação, o que torna o produto com excelente e rápida absorção. Indicação especial: Pele oleosa ou com tendência a acne.

A textura em gel é maravilhosa pra quem sofre com oleosidade. Absorve bem rápido, matifica a pele e cria um efeito de maciez. Acho que esse é o melhor pra ser usado pré-maquiagem: é quase um primer! Também tem a vantagem de poder ser aplicado com a pele molhada, ou seja, é muito bom nos dias de piscina e praia. Preço: em média, R$90.

Protetor Solar NORMALIZE MATTE INTENSE FPS 50 da ADA TINA

Normalize Matte Intense FPS 50 é um protetor solar com 12 Horas de Proteção Solar cientificamente comprovada, ideal para peles muito oleosas e acneicas, com ação matificante intensiva e resistência ao sebo. Normalize Matte Intense FPS 50 reduz o brilho e controla intensamente a oleosidade, além de reduzir a umidade da pele, garantindo toque extrasseco ao longo do dia.

Esse é o filtro solar mais matificante dessa lista. Ele é seco meeesmo! Se você faz uso de ácidos pra tratamento de acne, talvez esse produto acabe ressecando demais sua pele. Mas se seu rosto fica muito oleoso fácil, é uma boa recomendação. Além de ser cruelty free, como os outros produtos citados aqui, esse protetor solar também é vegano. Preço: em média, R$110 (40ml).

Acho importante mencionar que maquiagens e cosméticos costumam se comportar de forma diferente em diferentes peles. Muitas vezes, um produto maravilhoso que deu certo com um monte de gente poder não funcionar pra você. Além de ler várias resenhas pela internet, também indico perguntar na farmácia ou na sua dermato se eles têm amostra grátis daquele produtinho. Ninguém quer jogar dinheiro fora, né?

Não esquece de me seguir lá no instagram (@thaischeiadevicios) pra ficar sabendo de tudo que eu tô testando!

xoxo

EXTRA: Protetor Solar Físico ou Químico? Qual a diferença? CONFIRA: https://cheiadevicios.com/2019/05/08/protetor-solar-fisico-ou-quimico-qual-a-diferenca/

Anúncios

Sérum Facial com Ácido Hialurônico No Drama Lhama, da Cat Make

Você já deve ter visto inúmeros anúncios desse sérum hidratante. Mas será que o No Drama Lhama é tudo isso mesmo?

Testei por um tempo na minha pele oleosa e agora trago minhas impressões sobre ele!

https://cheiadevicios.com/2019/03/16/serum-facial-com-acido-hialuronico-no-drama-lhama-da-cat-make/

Já falei aqui várias vezes que mesmo quem tem pele oleosa e/ou com acne não pode se descuidar da hidratação. Desde que aprendi isso, tô sempre buscando produtos de diferentes preços e fórmulas que possam ter um efeito hidrante legal sem piorar a oleosidade.

Inclusive, tem post aqui no blog sobre os meus hidratantes preferidos pra pele oleosa: https://cheiadevicios.com/2019/01/03/hidratantes-para-pele-oleosa/

O que o No Drama Lhama promete?

“O sérum facial da Cat Make No Drama Lhama foi especialmente desenvolvido com uma seleção fina de ingredientes de alta tecnologia que proporcionam um excelente toque aveludado, associados ao ácido hialurônico e aos derivados de açúcar da glicose e do xilitol de origem vegetal proporcionam uma hidratação 3D para uma pele mais macia, suave e reestruturada. O sérum facial No Drama Lhama é indispensável para a hidratação imediata e de longo prazo para sua pele. Super indicado para usar como primer de maquiagem, pois o sérum No Drama Lhama uniformiza a pele suavizando as linhas de expressão e os poros abertos devido à presença de microesferas de disfarce ótico além de auxiliar na fixação da make, fazendo com que a pele não fique oleosa. “

O No Drama Lhama é um primer ou um hidrante?

Os dois. Por ser enriquecido com ácido hialurônico (que tem um potente efeito de hidratação), esse sérum realmente contribui pra maciez da pele. Diferente do lágrimas de unicórnio, o No Drama Lhama tem uma textura mais espessa e, na minha pele, ele não é totalmente absorvido.

Como foi minha experiência:

Apesar de não ser um hidratante pesado, ele não seca completamente e, por isso, acaba ficando com um aspecto mais de oleosidade do que luminosidade. Usando como primer antes da maquiagem, não senti que disfarçou as linhas finas de expressão nem diminuiu os poros. Também não achei que fez a maquiagem durar mais.

Testei com várias bases e corretivos diferentes, e tive essa mesma impressão de não melhorar a durabilidade. Porém, em bases mais secas (por exemplo, a da Fenty Beauty), senti que facilitou a aplicação. Talvez, para quem tem a pele menos oleosa ou até mista, esse possa ser um bom hidratante pra usar na preparação da pele.

O vidrinho de 30ml custa em torno de R$36. Apesar de render bem, não é um produto que eu compraria novamente. Prefiro hidratantes com um acabamento mais matte, que ajudem no controle da oleosidade, o que não foi o caso desse sérum. Nesse ponto e como primer, o Lágrimas de Unicórnio é superior.

Quase todos os itens da Cat Make são facílimos de serem encontrados em lojas online (a própria marca tem um e-commerce, inclusive).

Composição:

AQUA, GLICERIN, DIMETHICONE CROSSPOLYMER, POLYSORBATE 60, CYCLOPENTASILOXANE, ISOHEXADECANE, DIMETHICONE, SODIUM HYALURONATE, XYLITYLGLUCOSIDE, HYDROXYETHYL ACRYLATE / SODIUM ACRYLOYLDIMETHYL TAURATE COPOLYMER, ANHYDROXYLITOL, XYLITOL, PHENOXYETHANOL, CAPRYLYL GLYCOL, CI 77019, CI 77891, CI 77861, PARFUM (LINALOOL).

A resenha do No Drama Lhama acaba aqui! Se você curte cuidados com a pele e maquiagem, me segue lá no instagram! Tô sempre mostrando minha rotina e novidades! @thaischeiadevicios.

xoxo

Tratamento da minha pele com acne Parte I

Adolescência, hormônios e acne

A acne é extremamente comum. Ainda assim, ainda é um assunto que ninguém gosta de falar abertamente. Sim, tenho acne. Sim, isso são espinhas.

https://cheiadevicios.com/2018/08/09/tratamento-da-minha-pele-com-acne-parte-i

Você pode ter se perguntado… mas gente, como que a Thais tá aí dando conselhos sobre cuidados com a pele,. beleza, estética e maquiagem se ela não tem uma pele de bumbum de neném? Se ela tem espinhas, como pode dar dicas úteis?

Por isso, resolvi fazer uma série de posts sobre toda a minha história com a acne. Começando, claro, pelo começo.

Acne, pele oleosa e poros muito dilatados são uma herança de família. Alguns poucos anos depois de eu menstruar pela primeira vez, comecei a ter problemas com espinhas. Começaram com alguns pontos inflamados, muuuuitos cravos e pele mega hiper ultra oleosa.

Eu devia ter uns 12 anos na época. E, na real, eu não tava nem aí pra minha aparência. Eu queria andar de bicicleta, brincar de patins, fazer penteados nas minhas barbies, jogar videogames e jogos de tabuleiros. Até uns 14 anos, essa era minha realidade (e não me arrependo nenhum pouco de ter vivido tanto minha infância).

Então, quando minha mãe apareceu com vários sabonetes e tônicos e cremes pra controlar minha acne, eu não dei atenção e quase sempre esquecia de usar. Foi assim até uns 13 anos, quando minha acne começou a piorar MUITO. Entre meus 14-15 anos, fiz muita limpeza de pele, fui em muitas consultas com dermatologistas, testei uma penca de cremes… mas nada funcionava. Quando eu tava ali chegando nos 16 anos, minha ginecologista conversou comigo sobre eu ter síndrome do ovário policístico.

Ela explicou que essa síndrome era diagnosticada através de exames de sangue, de imagem e de sintomas específicos. Também disse que, com o tratamento, com certeza minhas espinhas iriam melhorar. Então. lá vai eu começar a tomar anticoncepcional. E, olha, foi MILAGROSO.

Com pouquíssimo tempo de tratamento, minha pele era outra. Não tinha manchas, quase não tinha poros aparentes, a oleosidade quase não existia também… e meu cabelo, meu deus, as pessoas elogiavam meu cabelo! Tava tudo indo ás ,mil maravilhas. Até que eu fui parar no hospital. Foi quase um ano de idas á emergência, consultas, exames, médicos de diversas áreas… depois de muito rodar por aí (inclusive consultando médicos de outros estados), diagnosticaram que eu tinha algo chamado Angioedema Idiopático associado ao uso de estrógenos. Tentando simplificar: era como se eu tivesse alergia à estrógeno – o hormônio feminino que tem em quase todos os anticoncepcionais e que deixa a gente tão lindinha, com pele e cabelos perfeitos.

Ou seja, eu não posso tratar minha questão hormonal com o principal remédio que atenua os sintomas (excesso de pelos, acne, dismenorreia, etc etc. Já tomei roacutan (se você sofre com espinhas, há grandes chances de você ter ouvido falar dele, mas isso é assunto pra outro post), fui nos dermatologistas mais caros de São Paulo e a questão é: essa é minha pele. Ela sempre será acneica, sempre terá poros dilatados, sempre terei pelos em excesso no rosto.

Posso ter a pele perfeita sem tratar minha questão hormonal? Não. Mas posso atenuar de diversas formas! Todo o meu “regime” de cuidados com a pele é o que impede das espinhas tomarem 100% conta do meu rosto. Porque o negócio da espinha não é só a aparência: dói! E dói pra caramba! Sem contar que em casos que a inflamação tá exacerbada, pode rolar até de pegar infecções.

 Tudo que eu uso e recomendo aqui são produtos que eu testei por um tempo, não me deram alergia, não pioraram minha acne (no caso de maquiagens) e me ajudaram a manter a pele mais livre de espinhas!

No próximo post sobre minha acne, vou contar sobre meu tratamento com o Roacutan! Fiquem ligados e me acompanhem lá no instagram (@thaischeiadevicios).

xoxo

Tratamento da pele – Cosméticos X Dermocosméticos

Cosméticos X Dermocosméticos

Cosméticos e dermocosméticos são a mesma coisa? Qual a diferença entre cosméticos e dermocosméticos?  Eu mesma fiz essas perguntas quando descobri que existiam essas duas categorias de produtos.

https://cheiadevicios.com/2018/08/03/tratamento-da-pele-cosmeticos-x-dermocosmeticos

Não é apenas uma diferença de nomenclatura; cosméticos e dermocosméticos atuam em diferentes camadas da pele e de maneiras muito distintas.  

O que são cosméticos? 

São produtos que agem na camada mais externa da pele. Podem limpar, hidratar, perfumar, tonificar, etc. Mas seus efeitos são todos superficiais. Os componentes dos cosméticos são incapazes de penetrar mais profundamente na pele e, por isso, não TRATAM condições dermatológicas. 

O que são dermocosméticos? 

Os dermocosméticos podem ser classificados entre os fármacos (basicamente, os remédios) e os cosméticos. Obrigatoriamente, os componentes dos dermocosméticos devem ter sua eficácia comprovada cientificamente. São formulados com princípios ativos farmacológicos que devem passar por testes clínicos de poder terapêutico e segurança. Seu uso deve ser sempre acompanhado de indicação e orientação médica especializada. 

Enquanto os cosméticos alteram a aparência da pele, os dermocosméticos alteram sua fisiologia. A ação dos cosméticos é, geralmente, imediata; a dos dermocosméticos é mais demorada e prolongada. Outra grande diferença: os dermocosméticos quase nunca levam corantes, fragrâncias e conservantes em sua formulação. Esses componentes são os maiores responsáveis por reações alérgicas. 

Tudo isso faz com que os dermocosméticos tenham um preço bem mais salgado que os cosméticos tradicionais.  

Grandes empresas como Bioderma, Skinceuticals, Avene, Roc e Vichy produzem dermocosméticos. Todas essas empresas fazem testes em animais. Algumas podem não conduzir testes aqui no Brasil, mas, por serem vendidas na China, testam seus produtos por lá.  

A única marca de dermocosméticos que eu conheço e que vende no Brasil é a ADCOS. Os preços da ADCOS são muito semelhantes ao dessas outras marcas que eu citei. 

Esses preços são, sim, altos. Ao meu ver, os dermocosméticos valem muito a pena se você tem problemas dermatológicos mais sérios. Acne severa, escaras, queimaduras, etc são situações graves e precisam de tratamento médico com compostos que, mesmo aplicados topicamente, conseguem agir nas camadas mais internas da pele. 

Hoje em dia, com meu grau de acne sendo muito moderado, não vejo necessidade de utilizar dermocosméticos. Por isso, não tenho testado nenhum desses produtos recentemente. Há muito tempo, usei o fluido secativo de acne da ADCOS (custa R$112) e sua ação era realmente muito boa. Se eu fosse bem ryca, com certeza usaria pra complementar meu tratamento. 

E, como sempre, faço questão de salientar: esses produtos todos podem ser vendidos sem necessidade de receita médica, mas é absurdamente importante que todo tratamento dermatológico seja conduzido e orientado por um profissional. 

Espero que esse post tenha sido capaz de esclarecer (pelo menos superficialmente) o que separa cosméticos e dermocosméticos. Ficou dúvida? Quer dica de fonte de estudo sobre o assunto? Pode deixar comentário, fazer pergunta no instagram – @thaischeiadevicios –, mandar sinal de fumaça, ou me achar por qualquer outra forma de comunicação. Tô aqui pra ajudar! 

xoxo