Resenha: Base Líquida Matte Adversa Makup

Pra quem muito se interessa por produtinhos baratos

Base baratinha, fácil de achar em São Paulo, promete cobertura construível e acabamento mate.

https://cheiadevicios.com/2018/08/16/resenha-base-liquida-matte-adversa-makup

Quem me acompanha no Instagram (@thaischeiadevicios) deve ter visto minhas primeiras impressões sobre essa base. Pra quem não tá por lá, olha o resumo:

  • comprei a base na loja VIP Makeup, na 25 de março; custou R$9,20.
  • a cor que eu comprei pra mim foi a 100. Deu muito certo no meu tom de pele.
  • e sim, a Adversa Makeup não testa em animais.

Então, vamos à resenha completa?

Embalagem

A base da Adversa Makeup vem em uma bisnaguinha com cores fofas e delicadas; são 30ml de produto. Uma parte da embalagem é transparente, o que eu amo, porque permite ver a cor da base. A caixa dela também tem uma área vazada, que também é legal pra identificar sua cor. Mas podia muito ter essa cor de forma mais destacada, hein? Achei chatinho de ficar catando minha cor na prateleira da loja.

Cor

Como já comentei, minha cor é a 100. Fiquei feliz que deu super certo! Bases baratinhas não costumam ter a minha cor. E quando têm, a base oxida muito.

*oxidar = a base escurecer/ficar alaranjada depois de seca

A base líquida matte da Adversa não teve esse problema; não oxidou e deu muito bom com todos os pós que eu testei.

Ponto negativo: são apenas seis cores disponíveis. Acho que é compreensível por ser uma marca nova e pequena, mas, infelizmente, nem todo mundo vai encontrar sua cor. Os swatches a seguir são do Blog Fashion MiMi (porque né, eu mal tenho dinheiro pra comprar a minha cor, imagina todas hahahahah).

 

Cobertura e Durabilidade

A Adversa Makeup promete:

“A base líquida Adversa oferece acabamento matte. Sua formulação permite constituir camadas que intensificam a cobertura.”

Logo no primeiro uso, achei a base muito fácil e prática de espalhar. Usei com pincel língua de gato, com pincel tradicional de base e até com a mão e consegui deixar o acabamento uniforme sem nenhum problema. Não achei que a base seca 100%. Em mim, ela não ficou matte e eu senti necessidade de selar com o pó todas as vezes que usei.

Ao meu ver, a cobertura da base da Adversa é leve. No máximo, de leve à média. Dá sim pra construir camadas, mas não senti que a cobertura chega a ficar muito intensa. Usando com duas camadas, achei a cobertura ideal pra uso no dia a dia – pra usar todo dia, gosto de uma cobertura mais leve… só o suficiente pra amenizar a acne e uniformizar o tom da pele.

A durabilidade dela, na minha pele oleosa, foi bem limitada. Depois de umas quatro horas, a cobertura já começa a diminuir e o sebo da pele começa a aparecer. Se você tem uma pele oleosa e quer algo que dure o dia todo, umas 8h e tal, essa base pode não ser a ideal pra você.

Pessoalmente, achei uma base muito legal. Usei por mais de 15 dias seguidos (todo dia!) e não tive reação nenhuma na pele. Como ela não tem componentes de tratamento nem fator de proteção solar, não a considero uma base IDEAL.

Porém, por menos de dez reais, achei digníssima. Se eu não tivesse várias bases leves e fáceis de aplicar pro dia a dia (exemplo, a base superfluida da Quem Disse, Berenice), com certeza compraria de novo!

xoxo

Tratamento da minha pele com acne Parte I

Adolescência, hormônios e acne

A acne é extremamente comum. Ainda assim, ainda é um assunto que ninguém gosta de falar abertamente. Sim, tenho acne. Sim, isso são espinhas.

https://cheiadevicios.com/2018/08/09/tratamento-da-minha-pele-com-acne-parte-i

Você pode ter se perguntado… mas gente, como que a Thais tá aí dando conselhos sobre cuidados com a pele,. beleza, estética e maquiagem se ela não tem uma pele de bumbum de neném? Se ela tem espinhas, como pode dar dicas úteis?

Por isso, resolvi fazer uma série de posts sobre toda a minha história com a acne. Começando, claro, pelo começo.

Acne, pele oleosa e poros muito dilatados são uma herança de família. Alguns poucos anos depois de eu menstruar pela primeira vez, comecei a ter problemas com espinhas. Começaram com alguns pontos inflamados, muuuuitos cravos e pele mega hiper ultra oleosa.

Eu devia ter uns 12 anos na época. E, na real, eu não tava nem aí pra minha aparência. Eu queria andar de bicicleta, brincar de patins, fazer penteados nas minhas barbies, jogar videogames e jogos de tabuleiros. Até uns 14 anos, essa era minha realidade (e não me arrependo nenhum pouco de ter vivido tanto minha infância).

Então, quando minha mãe apareceu com vários sabonetes e tônicos e cremes pra controlar minha acne, eu não dei atenção e quase sempre esquecia de usar. Foi assim até uns 13 anos, quando minha acne começou a piorar MUITO. Entre meus 14-15 anos, fiz muita limpeza de pele, fui em muitas consultas com dermatologistas, testei uma penca de cremes… mas nada funcionava. Quando eu tava ali chegando nos 16 anos, minha ginecologista conversou comigo sobre eu ter síndrome do ovário policístico.

Ela explicou que essa síndrome era diagnosticada através de exames de sangue, de imagem e de sintomas específicos. Também disse que, com o tratamento, com certeza minhas espinhas iriam melhorar. Então. lá vai eu começar a tomar anticoncepcional. E, olha, foi MILAGROSO.

Com pouquíssimo tempo de tratamento, minha pele era outra. Não tinha manchas, quase não tinha poros aparentes, a oleosidade quase não existia também… e meu cabelo, meu deus, as pessoas elogiavam meu cabelo! Tava tudo indo ás ,mil maravilhas. Até que eu fui parar no hospital. Foi quase um ano de idas á emergência, consultas, exames, médicos de diversas áreas… depois de muito rodar por aí (inclusive consultando médicos de outros estados), diagnosticaram que eu tinha algo chamado Angioedema Idiopático associado ao uso de estrógenos. Tentando simplificar: era como se eu tivesse alergia à estrógeno – o hormônio feminino que tem em quase todos os anticoncepcionais e que deixa a gente tão lindinha, com pele e cabelos perfeitos.

Ou seja, eu não posso tratar minha questão hormonal com o principal remédio que atenua os sintomas (excesso de pelos, acne, dismenorreia, etc etc. Já tomei roacutan (se você sofre com espinhas, há grandes chances de você ter ouvido falar dele, mas isso é assunto pra outro post), fui nos dermatologistas mais caros de São Paulo e a questão é: essa é minha pele. Ela sempre será acneica, sempre terá poros dilatados, sempre terei pelos em excesso no rosto.

Posso ter a pele perfeita sem tratar minha questão hormonal? Não. Mas posso atenuar de diversas formas! Todo o meu “regime” de cuidados com a pele é o que impede das espinhas tomarem 100% conta do meu rosto. Porque o negócio da espinha não é só a aparência: dói! E dói pra caramba! Sem contar que em casos que a inflamação tá exacerbada, pode rolar até de pegar infecções.

 Tudo que eu uso e recomendo aqui são produtos que eu testei por um tempo, não me deram alergia, não pioraram minha acne (no caso de maquiagens) e me ajudaram a manter a pele mais livre de espinhas!

No próximo post sobre minha acne, vou contar sobre meu tratamento com o Roacutan! Fiquem ligados e me acompanhem lá no instagram (@thaischeiadevicios).

xoxo

Fred Recomenda: Delivery de Ração e Petiscos Pets do Bem

Receber a ração do Fredinho em casa, com entrega programada e etc, foi uma das melhores escolhas que eu fiz!

Além de Fred Baby ter sempre sua ração preferida, a gente tá ajudando animais que ainda não acharam suas famílias a manterem as barriguinhas cheias. <3

https://cheiadevicios.com/2018/08/06/fred-recomenda-delivery-de-racao-e-petiscos-pets-do-bem

Acho que conheci a Pets do Bem em um desses anúncios de Facebook ou Instagram. Na época, era uma marca bem iniciante daqui de São Paulo; cheguei a conversar com eles sobre a possibilidade de usar a empresa como cliente no meu TCC. Mas acabou que a vida deu umas cambalhotas e eu que acabei sendo mega cliente deles (eu e o Fred, né hahahah).

Desde que mudei pra São Paulo, não tenho carro. E por muito tempo, morei sozinha. Então tinha que ficar comprando a ração do Fred de pacotinho em pacotinho… não tinha como eu carregar pelas ruas um saco de 10kg de ração. Eu achava um saco e era péssimo porque, às vezes, não tinha a ração específica no pet shop perto de casa. Aí, no maior estilo Organizações Tabajara (será que alguém vai entender a referência?), descobri a Pets do Bem e meus problemas acabaram! Os problemas em relação a alimentação do Fred, pelo menos.

Ok, e o que é a Pets do Bem?

É uma loja online de produtos para pets que oferece uma espécie de “assinatura” de ração. O funcionamento é parecido com uma glambox, spotify ou netflix da vida: você cadastra seu cartão e o serviço vai se renovando automaticamente. Você escolhe a ração que quer comprar, o endereço de entrega e o intervalo de tempo entre as entregas. Tudo isso pode ser alterado de maneira super rápida e fácil pelo site. A empresa também tem um Whatsapp disponível pra gente entrar em contato.

“Selecione de quanto em quanto tempo aproximadamente gostaria de receber seus pedidos em casa. E não se preocupe se não souber a periodicidade correta, sabemos que isso muda a todo momento. Só selecionar o mais próximo possível que vamos nos falar antes de cada entrega. Nosso time de gestão de clientes é formado por veterinárias que ajudam nossos clientes nessa periodicidade, entre muitas outras coisas.”

E como funciona o #AmorAlimentaAmor?

Você tá constantemente comprando ração pro seu pet, certo? O pacote tá acabando, você já vai lá e compra outro. É uma compra fixa. E sem gastar mais nenhum centavinho, você consegue ajudar a doar pra ONGs de resgate e proteção animal.

A cada 10 quilos de ração entregues pra clientes, a Pets do Bem doa 1 quilo de ração pra abrigos de cães e gatos que ainda estão procurando uma família!

Por enquanto, são duas as entidades que recebem a ajuda: Celebridade Vira Lata e Adote Um Gatinho (vale a pena conhecer o trabalho das duas e morrer de amor <3 )

Além disso, existe o #oBemFazBem: iniciativa que permite você ajudar de diversas maneiras as ONGs parceiras (ex: Desabandone, Adote Um Pet Na Net e Amigos de São Francisco.)

manifesto pets do bem

Sim, e eu chorei aqui olhando os sites dessas ONGs. Manteiga derretida, eu???

Vai lá no site da Pets do Bem (https://www.petsdobem.com.br) e conhece o projeto! Pra cidade de São Paulo, o frete é grátis nas compras acima de R$179. AAH, e os preços da ração nããão são mais altos que o normal. A ração do Fred é até mais em conta do que no pet shop gigante que tem aqui no bairro.

Cada assinante tem um cupom de desconto pra dar pros migos; com esse cupom, você ganha R$50 de desconto no primeiro pedido! MEU CUPOM É pets-5aSOJX35

Vou deixar o código do cupom lá na minha biografia do instagram, então se precisar é só conferir em instagram.com/thaischeiadevicios (@cheiadevicios)

xoxo

Tratamento da pele – Cosméticos X Dermocosméticos

Cosméticos X Dermocosméticos

Cosméticos e dermocosméticos são a mesma coisa? Qual a diferença entre cosméticos e dermocosméticos?  Eu mesma fiz essas perguntas quando descobri que existiam essas duas categorias de produtos.

https://cheiadevicios.com/2018/08/03/tratamento-da-pele-cosmeticos-x-dermocosmeticos

Não é apenas uma diferença de nomenclatura; cosméticos e dermocosméticos atuam em diferentes camadas da pele e de maneiras muito distintas.  

O que são cosméticos? 

São produtos que agem na camada mais externa da pele. Podem limpar, hidratar, perfumar, tonificar, etc. Mas seus efeitos são todos superficiais. Os componentes dos cosméticos são incapazes de penetrar mais profundamente na pele e, por isso, não TRATAM condições dermatológicas. 

O que são dermocosméticos? 

Os dermocosméticos podem ser classificados entre os fármacos (basicamente, os remédios) e os cosméticos. Obrigatoriamente, os componentes dos dermocosméticos devem ter sua eficácia comprovada cientificamente. São formulados com princípios ativos farmacológicos que devem passar por testes clínicos de poder terapêutico e segurança. Seu uso deve ser sempre acompanhado de indicação e orientação médica especializada. 

Enquanto os cosméticos alteram a aparência da pele, os dermocosméticos alteram sua fisiologia. A ação dos cosméticos é, geralmente, imediata; a dos dermocosméticos é mais demorada e prolongada. Outra grande diferença: os dermocosméticos quase nunca levam corantes, fragrâncias e conservantes em sua formulação. Esses componentes são os maiores responsáveis por reações alérgicas. 

Tudo isso faz com que os dermocosméticos tenham um preço bem mais salgado que os cosméticos tradicionais.  

Grandes empresas como Bioderma, Skinceuticals, Avene, Roc e Vichy produzem dermocosméticos. Todas essas empresas fazem testes em animais. Algumas podem não conduzir testes aqui no Brasil, mas, por serem vendidas na China, testam seus produtos por lá.  

A única marca de dermocosméticos que eu conheço e que vende no Brasil é a ADCOS. Os preços da ADCOS são muito semelhantes ao dessas outras marcas que eu citei. 

Esses preços são, sim, altos. Ao meu ver, os dermocosméticos valem muito a pena se você tem problemas dermatológicos mais sérios. Acne severa, escaras, queimaduras, etc são situações graves e precisam de tratamento médico com compostos que, mesmo aplicados topicamente, conseguem agir nas camadas mais internas da pele. 

Hoje em dia, com meu grau de acne sendo muito moderado, não vejo necessidade de utilizar dermocosméticos. Por isso, não tenho testado nenhum desses produtos recentemente. Há muito tempo, usei o fluido secativo de acne da ADCOS (custa R$112) e sua ação era realmente muito boa. Se eu fosse bem ryca, com certeza usaria pra complementar meu tratamento. 

E, como sempre, faço questão de salientar: esses produtos todos podem ser vendidos sem necessidade de receita médica, mas é absurdamente importante que todo tratamento dermatológico seja conduzido e orientado por um profissional. 

Espero que esse post tenha sido capaz de esclarecer (pelo menos superficialmente) o que separa cosméticos e dermocosméticos. Ficou dúvida? Quer dica de fonte de estudo sobre o assunto? Pode deixar comentário, fazer pergunta no instagram – @thaischeiadevicios –, mandar sinal de fumaça, ou me achar por qualquer outra forma de comunicação. Tô aqui pra ajudar! 

xoxo